quinta-feira, 24 de março de 2011

Eu falo em poesia


Quem me dera ser palhaço.
a minha cara eu pintaria.
um palhaço, que só diverte.
e rindo, a verdade eu diria.
mas eu não sei divertir.
ninguém ri das minhas piadas,
e eu não sei o que dizer.
e de mim ninguém riria.
e se para ser palhaço eu não serviria.
não eu.
o que eu faria?
seria eu um artista que falaria no abstrato?
cores e formas eu usaria?
não. eu não sei pintar.
e a arte eu não tocaria.
um músico que amaria com notas?
e cantos eu entoaria?
ah! ninguém ouviria.
e das notas mais bonitas
eu destoaria.
falar simplesmente?
mais fácil seria
eu, que nem sei o que dizer...
pois se digo, do jeito que sei.
eu sei, eu erraria.

então eu calo?
minha boca eu fecharia?
...
...
...


não.
eu falo em poesia.


Anne Luisa Nardi

Um comentário:

  1. Olá!
    Que bélo espaço e contiúdos escreves para nós, gostei muito, vou-te seguir!

    Vai até aos meus blogues, principalmente no novo! Deixa lá o teu comentário.

    http.transpondo-barreiras.blogspot.com

    Um abração.

    ResponderExcluir

Adoro saber tua opinião!
Obrigada por participar.