segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A droga


A droga

te levaa às nuvens

e te deita na lama.


Promete asas

e põe algemas.


A droga

convoca ao mergulho

e te arrasta na correnteza.


Fecha a porta

de tua casa

e te leva ao exílio.


A droga

confere

o êxtase no caos

e depois te rouba de ti mesmo.


A droga

te filia

ao partido dos derrotados

e à seita

dos náufragos.


A droga

profana o corpo

e marginaliza a alma.


Proclama que és livre

e te ata à soga.


Sente o aroma das frutas.

O veludo da pele.

O milagre das estações.


E diz nâo às drogas.

E não deixa ela passar nem

sequer pela casa de teu corpo.


Luiz Coronel

Um comentário:

  1. Drogas, nem pensar!
    Boa postagem.
    Tenha uma linda semana!

    ResponderExcluir

Adoro saber tua opinião!
Obrigada por participar.